4.jpg

FUNDADORES

VLADIMIR ISSAEV

Mestre do Ballet Clàssico, Coreògrafo

Diretor Artistico, Arts Ballet Theatre of Florida

Nasceu na Rùssia no ano 1954.  Começou a carreira artisitca aos 11 anos de idade na escola Choreographic School of Voronezh.  Depois de ter trabalhado como bailarino  no Opera House of Ufa e no Opera House of Odessa, ele estudou no Gitis State Institute of Arts em Moscou onde foi reconhecido com as maiores honras se formando como Mestre do Ballet e Mestre Coreògrafo em 1986. Ele ocupou o cargo de Diretor Artistico e Acadêmico na escola Choreographic School of Frounze, na antiga União Soviética.

 

No ano 1987, ele trabalhou por mais de dez anos como Mestre de Ballet e Regiseur para o Ballet Metropolitano de Caracas e o Ballet Nacional de Caracas dirigido por Vicente Nebrada, ensinando e treinando bailarinos principais da companhia para seus papéis clàssicos de solista. Durante sua extensa carreira como Coreògrafo e Mestre do Ballet, Issaev tem tido a oportunidade de trabalhar com muitos bailarinos de prestìgio e diretores como Papa Beriozoff para Don Quixote, tendo Julio Bocca e Eleonora Cassano como solistas; Alla Sizova, Alla Osipenko, Tatina Terekhova e Irina Kolpakova. Ele também tem sido convocado como Mestre do Ballet por diversas companhias como Le Jeune Ballet de France, Ballet Nacional de España, Les Ballet Jazz de Montreal, Orlando Ballet e outras. Até Agosto do ano 2002, ele manteve o cargo de Ballet Master no Miami City Ballet School.  Como Coreògrafo, ele tem encenado vàrios ballets na Rùssia, Estados Unidos, Puerto Rico, Peru, Japão e na Venezuela.  Diretor Issaev foi galardoado com o prêmio “New Choreographer Award” pela peça “El Encuentro” no festival Dance Under the Stars Choreography Competition em Palm Desert, California.  Em Junho do ano 2005 o Ballet Concierto de Puerto Rico apresentou a estreia do “Doctor Ouch!” coreografado por Issaev, um ballet em dois atos baseado no peoma russo de Korney Chukovsky com grande sucesso.

 

No ano 2004, Vladimir Issaev encenou “Shostakovich Suites” para a escola Voronezh Choreographic School na Rùssia. O convite feito pela Prima Ballerina Altanay Assylmuratova, diretora da Escola Vaganova – Kirov em São Petersburgo, o ballet foi escolhido para os alunos formandos que estavam ingressando a companhia Maryinsky (Kirov) Ballet Company.  A coreografia estreou no mês de Março do ano 2006 no Teatro Maryinsky em São Petersburgo, Rùssia.  A conta do êxito recebido, o ballet foi apresentado de novo em Junho do ano 2006.  No ano 2007, Diretor Issaev encenou seu célebre trabalho “Chipollino” para o Ballet Concierto do Puerto Rico.

 

Vladimir Issaev pertence a o Artistic Advisory Council for the Classical Dance Alliance.  Issaev recebeu o Honorable Merit Diploma do Terpsihora Foundation for the Advancement of the Arts of Dance no São Petersburgo, Rùssia em reconhecimento por seu trabalho excepcional aprimorando o arte do ballet clàssico no estilo Vaganova nos Estados Unidos.  Ele também tem sido premiado pelo National Foundation for the Advancement in the Arts como professor mais influente. 

 

Diretor Issaev foi premiado no ano 2009 como Best Arts Educator no Estado da Flòrida pelo Florida Alliance for Arts Education.  Ele tem sido Diretor Artìstico do International Ballet Competition em Caracas, Venezuela; Diretor Artìstico do Russian Ballet of South Africa e International Ballet Competition em Lima, Peru.  Em Janeiro do ano 2011 seu ballet Stone Flower foi premiado em Nagoya, Japão com formidàvel sucedimento e òtimas crìticas. No ano 2013, dois novos ballets foram estreados no Japão no Festival Aichi Trienale e apresentados por Michiko Matsumoto Ballet: Polovetsian Dances e a estreia do ballet Firebird.  Nos anos 2014 e 2015 Diretor Issaev foi convidado para levar os seus bailarinos e apresentar suas coreografias na Polônia, Alemanha, Peru e recentemente ele teve a honra de oferecer aulas master no Beijing Ballet Academy.

 

O Diretor Issaev é considerado um dos melhores ballet masters e coreògrafos no mundo.

YANIS PIKIERIS

Mestre do Ballet, Coreògrafo

Diretor Artistico, Miami Youth Ballet

Bailarino, Diretor, Coreògrafo, ele foi premiado com a Medalha de Prata no primeiro Jackson International Ballet Competition no ano 1979.  No ano 1981 ele foi o primeiro bailarino do hemisfério ocidental para ganhar a conceitudada Medalha de Ouro no International Ballet Competition no Moscou, lançando uma carreira internacional que levaria a ele a mais de 50 paìses ao redor do mundo como um dos bailarinos laureados de sua geração.

 

Ele foi bailarino principal com o International Ballet of Caracas, Bavarian State Opera Ballet, Deutsche Oper am Rhein-Dusseldorf, Miami City Ballet e o Ballet du Nord.  Ele tem se apresentado como artista convidado com companhias como Deutsche Oper Berlin, Nagoya Ballet, The Australian Ballet, Los Angeles Ballet (Jogos Olìmpicos de 1984), Hungarian State Opera, Latvian National Opera (convidado honoràrio no 1er Festival de Dança dos Paìses Bàlticos), Teatro Massimo di Palermo e no Star Galas no Wolftrap, Lincoln Center, Kennedy Center, The Bolshoi Theater, o Estàdio Olìmpico de Munique e o Festival de Spoletto na Itàlia entre outros. Créditos de vìdeo incluem, (Bavaria Studios Star Gala), (Los Angeles Ballet, Pas de Deux) e (Dancing for Gold, “Moscow International Ballet Competition”).  Diretor Pikieris tem recebido grande sucedimento em toda a Europa e recebeu vàrios premios por suas apresentações de Romeo e Julieta de John Cranko e Eugene Onegin tanto como em diversos repertòrios clàssicos e contemporâneos.

 

No ano 1986, o Diretor Artistico Edward Villella convidou a ele para fazer parte de uma nova companhia: o Miami City Ballet.  Como bailarino principal da primeira turma, ele fascinou com sua força e paixão no palco e foi basilar para o êxito inicial da companhia. Durante este perìodo, ele dançou a maioria dos ballets do extenso repertòrio de Balanchine desta companhia. Ele vai ser lembrado em especial, por suas interpretações cênicas do The Prodigal Son, Apollo e Tarantella entre outros. Como coreògrafo, ele tem gerado varias criações para companhias como The Bavarian State Opera Ballet, Ballet Centrum Berlin, Ballet du Nord, Ballet Metropolitano de Medellìn, Juegos del Arte Dance Ensemble, Maximum Dance Company, Ballet de Monterrey, Incolballet, Miami Youth Ballet e varias faculdades nos Estados Unidos.  As coreografias dele incluem: “Dischordia”, “Still Waters”, “Mephisto”, “Imagined Notions”, “Gargoyles”, “Danzòn”, “Volver”, “Espejismos” e “The Four Seasons” (Premiado pelo Sun Post – Melhor Apresentação de Dança na Temporada 2002 – 2003).  Ele também tem coreografado as sequências de dança na peça Eugene Onegin de Tchaikovsky e Before Night Falls para a Florida Grand Opera.

 

Diretor Pikieris tem formado varias peças em parceria com o David Palmer que imcluem “The Rite of Spring” (Premiado pelo Sun Post – Melhor Obra Original da temporada 2002 – 2003), “Spectrum”, “Adiemus”, “Carnival of the Animals” e “The Elements” para a Companhia Maximum Dance e mais recentemente “Summer of Love” para o Rochester City Ballet na Nova Yorke.

 

Yanis Pikieris tem sido Diretor Artistico para o Ballet du Nord na França e fundou e dirigiu a Maximum Dance Company em Miami de 1996 até 2005 com David Palmer.  Ele tambem foi o Diretor de Programa para a série de Dança Contemporânea para o Miami City Ballet de 2006 até 2007.   Ele tem servido como

membro do Comitê Painelista Nacional de Dança para YoungArts e como presidente do jùri para o World Ballet Competition em Orlando, Florida.  Em reconhecimento por seu desempenho excepcional nas artes, o Condado de Dade na cidade de Miami, declarou consecutivamente os dias de Novembro 15 e 16 do ano 2002, como Dia de Yanis Pikieris. Ele também foi premiado pelo State of Florida Choreographic Fellowship e recebeu o New World School of the Arts Achievement Award. Diretor Pikieris tambem ocupa a posição de Diretor Executivo da Fundação Nebrada, encarregado de supervisionar o licenciamento e a produção dos trabalhos do coreògrafo falecido Vicente Nebrada.  Mais recentemente ele tem trabalhado como ballet master convidado, repetiteur e coreògrafo com companhias como o Ballet Teresa Carreño – Caracas, Ballet de Santiago – Chile, Ballet Estable del Teatro Colòn – Argentina, Ballet Nacional del Sodre – Uruguay, Ballet Hispànico de Nova Yorke, Ballet Philippines – Manila, Ballet de Monterrey – Mexico, Ballet Clàsico y Contemporàneo de Asunciòn – Paraguay,
Ballet Estable del Teatro Argentino – La Plata, Milwaukee Ballet, Western Ballet – California, Ballet Municipal do Rio de Janeiro – Brasil e o Ballet Nacional de Cuba.  Atualmente ele dirige o Miami Youth Ballet e continua viajando como professor e coreògrafo autônomo.